Home Data de criação : 09/03/21 Última atualização : 12/06/22 17:23 / 29 Artigos publicados

Jardim e cães - Como fazer esta parceria dar certo?  escrito em sexta 22 junho 2012 17:11

Blog de dicas-jardinagem-paisagismo :Dicas de paisagismo e jardinagem, Jardim e cães - Como fazer esta parceria dar certo?

  O maior problema para os amantes de cães e jardins é conciliar estas duas paixões.

  Sempre ouço as pessoas reclamarem que seus mascotes destroem o jardim esburacando os canteiros, arrancando ou mordendo as plantas e quebrando os vasos.

  Então o que fazer?

  Em primeiro lugar o jardim deve ser feito para o cão e não o contrário. O cão jamais irá respeitar os caminhos traçados nem andar somente pelas calçadas. Devemos observar antes de mais nada, quais são os hábitos do cão. Eles costumam montar guarda, geralmente ao lado do portão de entrada e em outros pontos estratégicos, portanto não adianta insistir em plantar nada nestes locais. Se algo atrapalhar a visibilidade dele, com certeza ele irá arrancar.

  Outro detalhe importante a observar são os caminhos que ele usa, usualmente próximo às grades. Nestes locais o aconselhável é fazer caminhos com pedriscos ou “bolachas”, pois o gramado ou canteiros não irão resistir ao pisoteio.

  Quanto ao porte das plantas, as mais indicadas são as robustas, altas e encorpadas. Os arbustos são muito bem vindos, bem como palmeiras como as arecas. Convém evitar os canteiros com forrações pois dão um aspecto fofo e muito convidativo para uma soneca, principalmente se estiverem à sombra. Prefira forrar os canteiros com pedriscos.

  Para ter flores, pode-se usar pergolados e caramanchões, pois existe uma infinidade de trepadeiras floríferas que deixarão o jardim sempre colorido.

  Os jardins verticais, podem ser também uma alternativa. Vasinhos pendurados em muros e árvores ficam muito charmosos.

  Os cães agem por imitação. Se eles verem você cavando um buraco para plantar alguma coisa irão repetir o gesto para agradá-lo e não vão entender se forem repreendidos. Portanto prenda o cão quando estiver trabalhando no jardim.

  Devemos tomar muito cuidado com as plantas usadas no paisagismo, pois existem espécies tóxicas que podem provocar intoxicação nos cães. Para saber quais são elas tome por base que quase todas as plantas que produzem látex leitoso, como o bico-de-papagaio devem ser evitadas, assim como as que tem folhas mescladas de branco, como o famoso comigo-ninguém-pode.

  Na hora da adubação, cuidado ao misturar a farinha de osso com a torta de mamona. Esta é uma combinação muito utilizada, mas pode ser desastrosa para os cães. A torta de mamona é tóxica e quando misturada à farinha de osso se torna muito atrativa aos cães, por isso evite esta combinação.

  Para os cães muito indisciplinados é preciso adestramento e muita paciência, mas o resultado será um convívio harmônico entre seu jardim florido e seu querido mascote.

  Segue uma lista de algumas plantas a serem evitadas por sua toxicidade:

 -giesta

 -comigo-ninguém-pode

 -espirradeira

 -bico-de-papagaio

 -azaléia

 -cróton

 -coroa-de-cristo

 -íris

 -tulipa

 -mamona

 

  Até a próxima

  Ana Batezati

 

permalink

Como cultivar plantas em vasos  escrito em quinta 21 abril 2011 10:31

Blog de dicas-jardinagem-paisagismo :Dicas de paisagismo e jardinagem, Como cultivar plantas em vasos

Nos dias de hoje a maioria da população vive em apartamentos, em meio a uma verdadeira floresta de concreto e asfalto. Nada mais natural, que sintam necessidade de trazer para dentro de casa um pouco da natureza, e a maneira mais usada para isso é o cultivo de plantas em vasos.

Para que nossas plantas mantenham-se viçosas é necessário que tomemos alguns cuidados no cultivo, pois devemos lembrar que as plantas são seres vivos, e necessitam de cuidados para que mantenham-se saudáveis.

Água - antes de comprar o seu vaso, é preciso saber qual a necessidade hídrica da planta adquirida. Mas independente de sua necessidade, é importante saber que as regas devem obedecer uma constância. De nada adianta esquecer de regar um dia e compensar isso regando em demasia no outro. Folhas e botões que apodrecem e caem, são sinais que as regas estão sendo excessivas; assim como plantas murchas e pendentes são sinais de falta d'água.

Luz - as plantas indicadas para dentro de casa são as de sombra ou meia-sombra. Mas mesmo estas precisam de uma certa quantidade de luz para a realização de fotossíntese. Se a iluminação natural não for suficiente para você ler um texto de letras miúdas, também não é adequada para suas plantas.

Temperatura - as plantas precisam estar em ambientes arejados, mas sempre tomando cuidado com correntes de ar, pois a mudança brusca de temperatura pode ressecar a folhagem. Pelo mesmo motivo, devemos atentar para vasos colocados em sacadas de apartamentos, onde predominam ventos fortes.

Adubação - assim como nós, as plantas necessitam de alimentos que podem ser obtidos através de adubação orgânica ( húmus de minhoca, farinha de osso , composto) uma vez por ano; ou adubação química ( o famoso NPK) uma vez por semana.

permalink

Jardim Seguro  escrito em domingo 10 outubro 2010 13:08

Blog de dicas-jardinagem-paisagismo :Dicas de paisagismo e jardinagem, Jardim Seguro

 

Ao planejarmos um jardim, não devemos nos esquecer que ele deve ser além de bonito, também seguro para as pessoas que nele convivem, principalmente para crianças, animais domésticos e pessoas idosas ou portadoras de necessidades especiais.

O ideal é que seja feita uma consulta com um profissional qualificado. Mas como isso nem sempre é possível, convém pesquisarmos quais são as plantas que não devem ser usadas, pois muitas delas podem causar graves intoxicações quando ingeridas ou reações alérgicas se tocadas.

 As plantas tóxicas mais comuns em nossos jardins são as azaléias (Rododendron), comigo-ninguém-pode(Dieffenbachia amoena), copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica), alamandas ( Allamanda cathartica), crótons, giestas, mamona, praticamente todas as plantas do gênero Euphorbia (coroa-de-cristo e bico-de-papagaio), e muitos cactos, por causa do látex leitoso que expelem ao serem cortadas, sendo este um bom indicativo de toxicidade.

Os cães principalmente filhotes são muito curiosos a qualquer novidade colocada no jardim, e podem mastigar e engolir partes destas plantas. Em caso de intoxicação convém guardar a planta ingerida e procurar imediatamente orientação médica. Outra dica para quem tem cães, é evitar misturar torta de mamona e farinha de osso para fazer adubação. A farinha de ossos atrai os cães e como a torta de mamona é tóxica, isso pode provocar intoxicação nos cães.

No caso das crianças o melhor é orientá-las sobre o perigo que as plantas podem causar, e desestimulá-las de provar folhas ou frutos desconhecidos.

Outro problema também relativo às plantas são aquelas que possuem folhas pontiagudas, como algumas espécies de bromélias, agaves e cactos. Estas devem ser evitadas pelo risco de uma criança ou adulto com necessidades especiais, vir a cair sobre elas provocando cortes e arranhões na pele ou olhos.

Devemos observar também o tipo de piso utilizado em calçadas e outras áreas de circulação no jardim. Lajotas devem ser antiderrapantes, principalmente nas áreas molhadas como bordas de piscinas. Os dormentes muito utilizados nos jardins, apesar de bonitos podem se tornar escorregadios em dias de chuva, devendo portanto ser evitados.

Um fator importante que não deve ser esquecido é quanto a disposição das plantas junto ao portão de entrada da residência. Infelizmente, devido à violência nas grandes  e também nas pequenas cidades, devemos evitar arbustos e árvores grandes na entrada, onde alguém possa ficar escondido e surpreender o morador na chegada a sua residência.

Observando estes quesitos, podemos planejar áreas verdes mais seguras, tornando nossos momentos de lazer mais tranqüilos e agradáveis.

 

Ana Batezati

permalink

CUIDADOS A SEREM TOMADOS COM AS PLANTAS NO INVERNO  escrito em quinta 03 junho 2010 16:09

Blog de dicas-jardinagem-paisagismo :Dicas de paisagismo e jardinagem, CUIDADOS A SEREM TOMADOS COM AS PLANTAS NO INVERNO

Embora as plantas exijam poucos cuidados no inverno, algumas medidas precisam ser tomadas para que elas resistam às temperaturas baixas e cheguem exuberantes à primavera.

Podas e transplantes: como as plantas entram em dormência durante o inverno, isto é, sua seiva encontra-se nas raízes, elas sofrem menos com as podas e transplantes nesta época do ano. Na poda de limpeza, eliminam-se galhos secos, quebrados e mal-formados. Já a poda de condução objetiva dar um bom aspecto à árvore ou arbusto, permitindo maior aeração e entrada de luz entre os galhos. Use sempre tesouras e serrotes bem afiados, para evitar “mascar” os galhos, favorecendo a entrada de fungos e bactérias. Após a poda, passar uma pasta selante encontrada em lojas especializadas.

Geadas: é necessário cobrir com sombrite as plantas tropicais, mais suscetíveis ao frio; e molhar o jardim pela manhã para fazer o degelo, evitando-se assim a queima das plantas.

Regas: pelo mesmo motivo opte pelas regas no período da manhã, assim a planta não passará a noite molhada. As regas devem ser efetuadas no máximo duas vezes por semana, pois as necessidades hídricas das plantas diminuem no inverno. Desta forma evita-se também o aparecimento de fungos pelo excesso de umidade.

Cobertura do solo: usando casca de árvores, pode-se fazer a cobertura do solo para reter umidade e assim evitar as regas muito freqüentes.

Adubação: dê preferência aos adubos orgânicos que são absorvidos lentamente pelo solo e evitam erros de dosagens ocasionando a queima das plantas. Os mais utilizados são o húmus de minhoca, a torta de mamona e a farinha de osso. Se optar pelos adubos químicos a composição mais indicada para as plantas que florescem ou produzem frutos no inverno é o NPK 4-14-8.

Plantio de bulbos: aproveite o inverno para plantar bulbos no jardim ou em vasos. Plantados na estação fria, terá belas flores no início da primavera. Alguns exemplos são: Amarílis (açucena), gladíolos, lírios e helicônias. Com estes cuidados seu jardim resistirá às baixas temperaturas e chegará à primavera com toda força para florescer e frutificar.

Ana Batezati

permalink

Paisagismo eficiente  escrito em quinta 21 janeiro 2010 16:22

Blog de dicas-jardinagem-paisagismo :Dicas de paisagismo e jardinagem, Paisagismo eficiente

Para quem pretende implantar seu próprio jardim, é preciso ter em mente que o planejamento do espaço é fundamental para o sucesso do projeto. Se ao passar por um jardim, o indivíduo não sente vontade de parar para admirá-lo, ou o espaço não possui pontos de observação e paradas, este jardim não está sendo eficiente, e nao está cumprindo a sua função. Segundo Benedito Abbud, famoso paisagista no mercado brasileiro, o paisagismo talvez seja a única forma de expressão artística em que participam os cinco sentidos do ser humano, portanto precisa proporcionar rica experiência sensorial. O cheiro das flores e plantas aromáticas, o barulhos das folhas ao vento e dos pássaros, a visão das flores, paisagens e esculturas, o paladar dos frutos do pomar e o tato nas texturas evocadas pelas plantas; tudo isto compõe o cenário de um paisagismo que cumpre a sua função, ou seja, encantar o ser humano resgatando sua essência e prazer em viver perto da natureza, respeitando suas fases e seus ciclos.

Até a próxima.

Ana Batezati

permalink
|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para dicas-jardinagem-paisagismo

Precisa estar conectado para adicionar dicas-jardinagem-paisagismo para os seus amigos

 
Criar um blog